Paulo Ferreira

Ator

Formou-se em Interpretação a Escola Profissional de Teatro de Cascais. Estreou-se antes, em 2006, na ópera “Auto da Fonte dos Amores”.

Em 2009 trabalhou com Carlos Avillez no Teatro Nacional e o Teatro Experimental de Cascais. Não parou mais. Em 2012 estreia-se ao lado de Filipe La Feria em “Uma Noite em Casa de Amália” e “Peter Pan – O Musical”.

Em 2013 escreve “Boa Noite Solidão e Pretérito Imperfeito”, que teve em cena no Auditório Orlando Ribeiro em Telheiras. Em 2014 integrou os elencos de “Portugal à Gargalhada” e “O Principezinho – O Musical” de Filipa La Feria. E no Teatro Politeama continuou até agora.

Ao currículo acrescenta “Robin dos Bosques – O Musical” (La Feria, 2013), “Wojtyla, Um Musical sobre João Paulo II” (Matilde Trocado, 2013), “Gala 56 Anos RTP – Portugal sempre ligado” (La Feria, 2013), “Tarzan – O Musical” (La Feria, 2015), “A República das Bananas” (La Feria, 2015), “Cenas Para Dois” (autor e encenador, 2016), “A Pequena Sereia – O Musical” (La Feria, 2016), “Alice, O Outro Lado da História” (autor e encenador, 2017), “Amália – O Musical” (La Feria, 2017), “Aladino – O Musical” (La Feria, 2017), “A Conquista – O Musical” (autor e encenador, 2017), “O Príncipe Nabo – O Musical” (encenador, 2018), “Cinderela – O Musical” (encenador, 2019), “O Feiticeiro de Oz – O Musical” (encenador, 2019), “Rapunzel – O Musical” (La Feria, 2019). Em 2019 integrou uma das maiores obras de Filipe La Feria – “Severa – O Musical”, onde representou os papéis de Cego, Intendente e D. José.

Em 2020 volta a integrar os elencos de La Feria na peça “A Rainha da Neve – O Musical” e em “Laura – O Musical”, ainda por estrear.
Pelo cinema passou em 2016, com a curta-metragem “O Príncipe Nabo”. No mesmo ano fez uma participação na novela “A Impostora” (TVI).

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo